Skip to content

Princípios da Moral e da Legislação – Jeremy Bentham

by em Junho 26, 2013

PRINCÍPIOS DA MORAL E DA LEGISLAÇÃO

Talvez chegue o dia que a restante criação animal venha a adquirir os direitos que nunca lhe poderiam ter sido retirados senão pela mão da tirania. Os franceses já descobriram que o negro de pele não é razão para um ser humano ser abandonado sem remédio aos caprichos de um torcionário . É possível que um dia se reconheça que o número de pernas, a pilosidade da pele ou a terminação do sacrum (ou seja, o cóccix, que nos animais não humanos corresponde à cauda) são razões igualmente insuficientes para abandonar um ser sensível ao mesmo destino. Que outra coisa poderia traçar uma linha insuperável? Será a faculdade da razão ou, talvez, a faculdade do discurso? Mas um cavalo adulto é, para lá de toda a comparação, um animal mais racional, assim como mais sociável, do que um recém-nascido de um dia ou de uma semana ou mesmo de um mês. Mas suponhamos que não era assim, de que serviria? A questão não estará em saber se eles podem falar ou pensar, mas sim se podem sofrer.

JEREMY BENTHAM, The Principles of Morals and legislation, Hafner Press, Nova Iorque, 1789, Tradução Célia Teixeira, Cap. XVII.

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: